Pérola Bensabath entrevista Mauro Demarchi

perolaPérola Maria Bensabath Oiye
April 4 at 11:58pm · Salvador ·
ENTREVISTA DO MAURO DEMARCHI, QUE SE DIZ CHATO ÀS VEZES. LEIAM E VERIFIQUEM ESTE SER DE PERSONALIDADE FORTE, JUSTA, QUE DIZ O QUE TEM QUE DIZER DE FORMA SINCERA E FRANCA.
————————————————————————-
PÉROLA – ONDE NASCEU?
Mauro: Nasci na casa da minha avó em Santo André, no ABC Paulista. Meu pai me registrou em São José dos Campos, onde nós morávamos. Ele recebeu um telegrama informando que havia nascido mais um filho! Considero Santo André e São José como minhas cidades de nascimento.
PÉROLA – MONARQUISTA?
Mauro: A monarquia é o regime mais natural e orgânico que existe; O sol é o astro-rei, o leão, o rei das selvas, etc etc. É muito mais comum encontrar o Rei das Pízzas do que o Presidente das Pizzas… Sou monarquista desde criança assim como sou católico também desde pequeno. Edito um site http://monarquista.com.br onde os leitores poderão encontrar os fundamentos filosóficos, históricos, doutrinários da monarquia, bem como informações sobre as monarquias existentes no mundo, especialmente notícias da Cara Imperial do Brasil. Apenas a título de curiosidade, a ONU considera as tribos indígenas como monarquias.
PÉROLA – ESCRITOR, EMPRESÁRIO, EDITOR DE JORNAL, PRODUTOR CULTURAL, ACADÊMICO, E MAIS E MAIS. PORÉM,COMO É O HOMEM MAURO?
Mauro: Ele é simples! Seus prazeres são: a família, sua casa, seus amigos, o trabalho, a consciência tranquila. É chato às vezes…
PÉROLA – A COORDENADORA DAS COLETÂNEAS ELOS LITERÁRIOS, AFIRMA QUE VOCÊ É UM DOS ACADÊMICOS DA ALB QUE ELA MAIS ADMIRA E LHE CHAMOU PUBLICAMENTE DE PORRETA… EXPLIQUE.
Mauro: Não seria melhor ela explicar???
PÉROLA – COMO COMEÇOU SEU HOBBY COMO APICULTOR. GERA RENDA?
Mauro: Em 1985 fui morar em uma fazenda em Amparo onde passei a criar abelhas. Me encantei com a vida e o exemplo das abelhas, passei a fazer palestras e delas surgiu o livro “Aprendendo com as abelhas a viver em sociedade”. Foi difícil encontrar um editor para o livro pois as editoras segmentam os livros em diversos temas e o meu não se encaixava em nenhum, ou melhor… se encaixava em vários ao mesmo tempo. É um livro técnico, mas não só. É um livro infantil, mas não só, é um livro de psicologia, de sociologia, de filosofia e… de religião. Vendi muitos livros… mas não fiquei rico como pensava que poderia ficar. Parei a criação de abelhas em 1997, mas não perdi a admiração pela vida delas.
PÉROLA – VOCÊ É UM DOS FUNDADORES DA ALB-SC?
Mauro: Infelizmente não tenho essa honra! Sou um dos fundadores da Academia de letras do Brasil – Capital das Nascentes.
PÉROLA – COMO SE SENTE EM RELAÇÃO A TANTOS TÍTULOS?
Mauro:Cavaleiro Comendador na Soberana Ordem da Águia Dourada de Kastoria, Cavaleiro Comendador de Justiça na Soberana Ordem Equestre Príncipe da Paz, Doutor Honoris Causa em História pelo Centro de Estudos Históricos de Kastória, Doutor em Filosofia Univérsica, Ph.I. Filósofo Imortal Honoris Causa pela Academia de Letras do Brasil.
Estes títulos me foram concedidos por amigos. O Príncipe dom Alexandre Camêlo e o Prof. Dr. Mário Carabajal Lopes são dois intelectuais que me honram com sua amizade, deles é que recebi os títulos mencionados. Ambos tem o direito jurídico para conceder tais titularidades.
PÉROLA – VOCÊ É UM DOS COMPONENTES DA COMUNIDADE ELOS LITERÁRIOS QUE TEM COMO MADRINHA A COORDENADORA. VOCÊ NÃO PUBLICA, CURTE, RARAMENTE COMENTA. O QUE VOCÊ ACHA DESTA CONFRATERNIZAÇÃO E DO MOVIMENTO DAS COLETÂNEAS ELOS LITERÁRIOS?
Mauro:A literatura, em todos os seus estilos, exige um tempo de dedicação e entrega que atualmente não possuo. No momento minhas atividades para sobreviver ao social-comunismo que estagnou e afundou com a economia brasileira é minha prioridade. No futuro (se houver futuro com esse governo incompetente) e eu me aposentar, pretendo me dedicar integralmente a literatura, voltando aos versos e poesias dos meus tempos de criança.
PÉROLA – E A CAPITAL DAS NASCENTES?
Mauro: A cidade de Alfredo Wagner em Santa Catarina recebeu o título de Capital Catarinense das Nascentes devido ao enorme manancial aquífero que possui. Em seu território brotam grandes rios que percorrem o Estado e especialmente o Rio Itajaí do Sul que juntamente com o Itajaí do Norte vai formar o Rio Itajaí-Açu. A cidade é encantadora, seus habitantes gostam de uma boa prosa, a culinária é saborosa e a paisagem é riquíssima. Convido a todos para uma visita! Diversas pousadas estão recebendo hospedes pois o turismo está começando a despertar como realidade no município.