Pensamentos esparsos…

O esquerdopata é irracional! Adora o dinheiro dos outros… fazer caridade com o chapéu alheio é a melhor coisa para ele, tem uma espécie de êxtase com isso. É contra o capitalismo, engorda suas contas bancárias com o dinheiro desviado de projetos sociais ou autarquias governamentais. Vitupera contra o pobre capitalista que rala dia a dia para construir um patrimônio para si e sua família e o corrói com impostos e multas.

O maior prejuízo para o pobre é quando esquerdopatas tomam o poder! O pobre fica mais pobre e o irracional esquerdista fica mais rico.

Todo corrupto tem que ser investigado, independente de partido político, julgado e condenado caso seja culpado!
Ser ministro de FHC ou de Lula ou de Dilma não é sinônimo de honestidade e retidão! Só um imbecil julga isso!

Jesus afirma: "Pobres, sempre os terei entre vós!"

Jesus afirma: “Pobres, sempre os terei entre vós!”

A luta de classes é o dogma maior dos esquerdopatas e do qual decorrem todos os erros históricos, analíticos, filosóficos. A esquerda caviar, delirante em socializar o dinheiro alheio e zelosa com o próprio e amante de privilégios inauditos, vê luta de classes em tudo, até nos mais santos episódios! No mesmo evangelho citado Jesus afirma: “Pobres, sempre os terei entre vós!”
Aliás, notem que Cristo jamais foi atrás do povo. Muito pelo contrário, seu apostolado era dirigido a elite social, política, religiosa e financeira da época. Cristo, pelo contrário, fugia das multidões pois sabia muito bem que o “povo” só queria milagres e algumas esmolas, tanto é que, ao morrer estava sozinho no alto do Calvário.

Mente aberta para o esquerdopata significa concordar com suas afirmações, por mais absurdas que sejam! Eles jamais tem a “mente aberta” pois vivem num obscurantismo filosófico e sociológico que entorpece o entendimento e obscurece o raciocínio. São ágeis acusadores daqueles que de “mente aberta” discordam de seus palavreados ocos e repetitivos. Utilizam a força policial, não para conter o crime, mas para calar a boca dos que são contrários a suas ideias retrogradas. Utilizam o deboche para denegrir pessoas honestas e do bem quando não concordam com seus princípios criminosos. Utilizam a mentira para caluniar quem não segue em suas pegadas.