Esse é o mapa do município de Alfredo Wagner.

O município tem características particulares: Altitudes que variam de 1200 a 400 acima do nível do mar. Chapadões e grotões, riozinhos encantadores que se transformam em cascadas ameaçadoras logo após uma chuva. Mais de 4 mil km em estradas municipais (isso mesmo, responsabilidade da Prefeitura); 70 % da população vivendo em área rural.

O título de Capital Catarinense das Nascentes foi outorgado pelo grande número de nascentes que se encontram por todo o território. A água portanto, pode se tornar um problema para a administração municipal.

O erro comum do brasileiro: não vai acontecer nada aqui é desastroso e, o pior, não se aprende com os erros e desastres. Todo ano se repetem os mesmos erros na administração das tragédias. Quem sofre com isso são os munícipes que aqui vivem, são os turistas que amam este lugar, são os empresários que desejam investir no município mas sentem-­se desestimulados, são os colonos que vivem e convivem com buracos e lama nas estradas.

Não pensem que estou acusando este ou aquele administrador. Não, aqui constroem-­se e reparam-­se estradas e pontes exatamente, repito, exatamente como há 60 anos atrás! Naquela época usavam-se carroças, cavalos e força braçal para levar e transportar os materiais. Hoje usa­-se máquinas. Mas não existe um projeto de estrada bem feito, não existe um projeto de ponte bem feito. Nada!

Tudo isso, em vez de atrair investimentos para o município, transforma esta terra rica e dadivosa em pedinte, esmoler do poder público. A cada chuva lá vai o prefeito estender a mão para este ou aquele político solicitando algumas migalhas para consertar o que quebrou ou estragou e que daqui a 10, 12 meses estragará novamente.

Acho que esse conceito tem que mudar!

É preciso incentivar o produtor para que ele gere mais dinheiro no município. É preciso incentivar o empresário para que gere impostos para o município. É preciso incentivar o turismo para que atraia dinheiro para cá. Entretanto, em vez de incentivar o produtor, multas absurdas! Em vez de incentivar o empresário, impedimentos de toda ordem. Em vez de incentivar o turismo, estradas e pontes do tempo dos colonizadores!

Diga-me o que acha...